O que já disseram / escreveram / falaram sobre o filme "Daquele Instante em Diante" na imprensa e na blogosfera:




A Guerra entre Itamar e seu Tempo
O público já não olha Itamar com uma visão externa, sofremos na carne os seus dramas, pensamos principalmente na condição da cultura no Brasil, o buraco é mais embaixo, uns choram, outros se revoltam e Itamar para surpresa de todos continua a derramar belezas, tal qual uma grande gargalhada de desespero, ofende e fere com tanta beleza.

por Kiko Dinucci. Leia mais: O Olho Derramado






Tachado de “maldito”, Itamar Assumpção é dissecado em filme
Ao final da montagem vertiginosa, quem ainda não havia compreendido compreende sem dificuldade a estirpe de Itamar Assumpção, em cujas veias de sangue negro corria toda a música popular brasileira, além de boa parte da mundial.
por Pedro Alexandre Sanches. Leia mais: iG Cultura






Retrato à altura de Itamar
Velloso mergulhou fundo na obra e na vida pessoal do genial artista para mostrar os “vários Itamares”: o compositor, o poeta, o performer, o amante das plantas (especialmente as orquídeas), o homem caseiro, o gênio incompreendido, o controlador irredutível de tudo o que envolvia sua criação, o parceiro de tantos outros talentosos contemporâneos.
Por Lauro Lisboa Garcia. Leia mais: Estadão/Cultura






Itamar Assumpção no Cinema. E de graça.
Quem não o conhece vai se sentir envergonhado, no mínimo. Quem já o admira, não diga que eu não avisei.
por Luiz Chagas. Leia mais: Revista Brasileiros






Filme resgata a ainda obscura arte de Itamar Assumpção
“Daquele Instante em Diante”é uma oportunidade e tanto para entrar em contato com a música e o jeito de ser de Itamar Assumpção. (…) Alice Ruiz vai mais longe: “era difícil ser Itamar Assumpção”. Mas era uma delícia assistí-lo. E “Daquele Instante em Diante” vale quase um show de Itamar. Avaliação: Ótimo.
por Morris Kachani. Leia mais: Folha de São Paulo






Itamar Assumpção ganha documentário à altura de sua obra
É no tom do corpo em movimento que o diretor Rogério Velloso procura os entrevistados de seu filme. Pop, porém não popular, Itamar é construído coletivamente a partir das memórias dessas pessoas, bem como nos vários trechos de shows coletados do acervo de várias emissoras e produtoras nacionais. A edição de imagens, nesse sentido, chega a ser heróica, até porque é muito fácil se seduzir pela imagem e voz de Itamar, difícil mesmo é fazer aquilo que o (sic) ‘vanguartista’ não se permitia: editá-lo.
por Carol Almeida. Leia mais: Terra / Cinema






Nego Bendito
Duas características do músico Itamar Assumpção (1949-2003) impõem-se como unânimes aos que conviveram com ele. Era genial e era difícil. Mas o documentário Daquele Instante em Diante, estreia prevista para o dia 8, procura olhar entre uma condição e outra.
por Orlando Margarido. Leia mais: Bravo! Carta Capital






Documentário mostra o talento de Itamar Assumpção
“Morto há oito anos, Itamar Assumpção foi um dos alternativos mais cultuados no Brasil. O documentário Daquele Instante em Diante conta a carreira do músico.“.
por Nelson Motta. Assista: Jornal da Globo





Itamar Assumpção: uma ode à independência
Ao final de Daquele Instante em Diante, ao vê-lo cantar a capella os versos de “Dor Elegante” - “ópio, édens, analgésicos/ não me toquem nessa dor/ ela é tudo que me sobra/ sofrer vai ser a minha última obra” - totalmente emocionado, por um momento pensei em Itamar como um herói, ou mártir, além de iconoclasta, da música independente brasileira..
por Carlos Freitas. Leia mais: Revista Piauí





Itamar Assumpção
Depois de derramar baldes de lágrimas com o filme “Daquele Instante em Diante”, dirigido por Rogério Velloso, resolvi voltar aos meus textos sobre música. E nada mais oportuno do que falar sobre Itamar Assumpção..
por Rogério Skylab. Leia mais: Godard City






Itamar nunca é demais
Sou incapaz de dizer o quanto fiquei emocionada ao ver o filme. Tanto que saí do cinema sem falar com ninguém. Todos sabem da minha admiração pelo artista e do meu carinho imenso por Itamar
Por Patrícia Palumbo. Leia mais: Patrícia  Palumbo






Chegue mais perto de Itamar Assumpção
Uma imagem rara de alguém que não poupou ninguém no palco. Sair ileso de uma apresentação de Itamar era impossível. E Rogério Velloso conseguiu o mesmo com “Daquele Instante em diante”. Inesquecível e impecável.
por Ricardo Morais. Leia mais: Natura Musical







Itamar além do senso comum
Um elemento interessante no filme é a destreza com que ele se posta além dos clichês sobre Itamar – em especial o mais batido deles, o do “artista maldito”. Ciente da força que o trabalho do biografado tinha ao vivo, o diretor deixa as imagens falarem por si e vai tecendo uma trama intuitiva, emocional, de um pesquisador sério e apaixonado, que deixou fatos e depoimentos falarem mais alto do que ideias preconcebidas. (…)  “Daquele Instante em Diante” é um filme obrigatório a todo interessado em música brasileira e a qualquer compositor que deseja produzir algo relevante
por Mateus Potumati. Leia mais: Revista +SOMA






Transbrasileirado
Um filme que não dá as respostas, mas pergunta o tempo inteiro. (…) O fato é que os depoimentos e as imagens dão conta da grandeza de Itamar Assunção, assim como da sua fragilidade, ao contrário do filme de Bressane, onde todos estão míticos, pois são míticos. À sua maneira, frágil/forte, Itamar também é mítico.
Por Paquito. Leia mais: Terra MAGAZINE por Bob Fernandes






O Rei da Cocada Preta
Ao sair do cinema eu descobri que esse Beleléu é muito mais que meu pobre Ipod cheio de suas canções. É muito mais que as perguntas que sempre fiz para todos os seus amores. Itamar Assumpção é um enigma, um remédio sem bula, um GPS que dá pistas falsas.
por DJ Zé Pedro. Leia mais: DJ Zé Pedro





O que Rogério fez com Itamar não se faz
e foi só eu me sentar na poltrona da casa de meu amigo Guhan, onde nos hospedamos, no Jardim Botânico, para tomar um café e um susto. Ao olhar um tijolinho no jornal, estava lá: Arteplex, Botafogo, 18 horas, »Daquele Instante em Diante«. [...] A película de Rogério Velloso é, a meu ver, o mais importante documentário sobre música brasileira lançado no país nos últimos dez anos.
por Felipe Tadeu: Nova Cultura / Alemanha







Documentário resgata rebeldia de Itamar Assumpção
Nem por esses momentos o filme é nostálgico. Faz justiça, na medida do possível, ao legado do músico e, como um bom documento de época, renova uma memória que não deve mesmo ser esquecida.
por Neusa Barbosa. Leia mais: UOL Cinema / Cineweb







De Óculos Escuros
“De óculos escuros com armação branca futurista, camisa básica e a língua afiada, Itamar Assumpção dá entrevista para um extinto programa musical da TV. “Daqui a 50 anos eu sou história? Ou Não? Ou é mais um que passou?”.
por Estefani Medeiros. Leia mais: UOL Entretenimento







O Nego Dito no tempo de um café
O bem e o mal de Itamar é revelado em sua extensão por Rogério Velloso no documentário que põe luz, com muita competência, sobre a arte de um dos artistas mais incompreendidos da música brasileira. E o o faz sem desgaste, sem firulas, em jogo aberto de entrevistas.
por Adalberto Meireles. Leia mais: C de Cinema




Retrato complexo
“Com muita simplicidade, “Daquele Instante em Diante” consegue – após quase duas horas intensas de sons e imagens – um retrato falado de Itamar que parece soar muito parecido com o que ele deveria ser na realidade: complexo, provocante, idiossincrático, genial. Não era de se esperar menos de um documentário sobre um homem que pensava “em seduzir você domesticando elefantes”. Vá ao cinema… e leve um amigo…
por Marcelo Costa. Leia mais: Scream&Yell




O gênio das orquídeas
“Um gênio! Não há palavra melhor para definir o músico e compositor Itamar Assumpção. Um artista inventivo, ousado e performático. Homem sangue quente, colorido, agridoce, pirado, bendito e grande conhecedor de orquídeas. Ele as entendia, e elas a ele…
por Ana Cecília Soares. Leia mais Diário do Nordeste










︎ contato   

site desenvolvido por rogério velloso /  calma.art.br    
©roger+calma 2018  /  plataforma Cargo2